domingo, fevereiro 23, 2014

O que você vende não é o que o cliente compra

Se seu cliente tivesse tempo e, principalmente, habilidade para desenvolver a peça que você faz, ele compraria de você? Claro que não.
Veja, então, a diferença entre o que o cliente compra e o que o artesão vende em nosso exemplo:
  • O que o cliente compra: desejo de transmitir uma mensagem de carinho e amor;
  • O que o artesão vende: seu tempo e habilidade para criar uma peça que irá transmitir a mensagem do cliente;
Esse é um trecho de um texto muito bem escrito que acabei de ler. O título 

O que você vende não é o que o cliente compra

leiam, é muito interessante, eu nunca parei para pensar à respeito.